quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Paisagem


Na janela
O que vejo é paisagem
Não tão bela
De passagem
Como aquelas
Em homenagem
À nossa mãe natureza.

Se envaidece
E com razão
Pois és tão pura
Imensidão
De sonhos
Que se tornam vãos
E que falam de um amor

4 comentários:

  1. Ótimo poema. E essa imagem combinou perfeitamente, deu pra imaginar um panorama inteiro fora dos vidros. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg pelo elogio, sabes que pra mim é um honra lê-la como crítica e leitora, Abraço

      Excluir
  2. Parabéns pelo belo Blog....venha participar do meu....

    ResponderExcluir